Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
5/11/15 às 21h04 - Atualizado em 29/10/18 às 11h52

Megatendências Mundiais 2030

A Codeplan realizou, nesta tarde (5), a terceira edição do projeto “Portas para o Futuro”, tendo como tema “Megatendências Mundiais 2030”. A palestra foi conduzida pela Coordenadora-Geral de Planejamento, Gestão Estratégica e Orçamento do IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), Elaine Coutinho Marcial, que recentemente lançou o livro Megatendências Mundiais 2030: O que entidades e personalidades internacionais pensam sobre o futuro do mundo?

Aldo Paviani, Diretor de Estudos Urbanos e Ambientais da Codeplan, agradeceu a presença da palestrante, destacando o papel do projeto como “uma oportunidade de unirmos pessoas de renome em vários campos do conhecimento, sempre visando ao futuro. A tarefa de qualquer profissional é sempre avaliar a nossa realidade para assim mirar para o futuro, porque é para lá que estamos caminhando”.

Elaine Marcial deu início à palestra explicando o porquê de se estudar o futuro. “O futuro é o resultado das relações de poder. Ele muda de acordo com as ações e escolhas tomadas. É importante estudá-lo, pois assim saberemos qual caminho queremos seguir. Quanto mais informações, mais chance teremos de formularmos estratégias vencedoras”, destacou ela.

Ao abordar a metodologia utilizada para se chegar às megatendências, Marcial apresentou um resumo do trabalho realizado por ela e equipe ao analisar todo o material existente que pensa o futuro, concluindo existir, em um primeiro estágio, 768 “sementes de futuro” mas, em uma análise mais acurada, chegou a 201 com potencial de realmente virem a acontecer.

Nos resultados, foram detectadas 28 megatendências mundiais, divididas em cinco tópicos: População e Sociedade; Economia; Geopolítica; Meio Ambiente; e Ciência e Tecnologia. Durante a palestra, ela demonstrou alguns exemplos de cada área.

A coordenadora afirmou que foram observados muito mais questionamentos e incertezas do que fatos, inclusive sobre o nosso país. Ela citou como exemplo a posição do Brasil na América Latina. “Não sabemos se o Brasil será o líder da América Latina em 2030. Ele caminha para isso, mas não podemos afirmar. Mas assim é o futuro: múltiplo e incerto”.

Por fim, além de agradecer ao convite da Companhia e aos colegas de pesquisa, ela questionou sobre qual deveria ser o posicionamento do Brasil frente às megatendências mundiais. “Uma coisa está clara: nós estamos passando efetivamente por grandes mudanças em todas as áreas. E essas mudanças trazem não só riscos, mas muitas oportunidades, desde que a gente saiba utilizá-las. E aí qual será nossa estratégia? ”

Para ver a apresentação completa, acesse aqui.

O livro está disponível para download no endereço do IPEA – http://www.ipea.gov.br/portal/  em Publicações, Livros.

Texto: Nilva Rios e Ana Carolina Alves
Foto: Toninho Leite

CODEPLAN - Governo do Distrito Federal

Companhia de Planejamento do Distrito Federal

Setor de Administração Municipal - SAM, Bloco H, Setores Complementares - CEP: 70.620-080 - codeplan@codeplan.df.gov.br