Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
21/10/15 às 18h24 - Atualizado em 29/10/18 às 11h52

Moradores do Guará têm ganho na posse de bens e serviços

Os moradores do Guará têm renda domiciliar considerada média alta, 9,28 salários mínimos mensais e a per capita de 3,41 SM

“Trata-se de oportunidade única poder compartilhar os resultados da pesquisa com os que estão presentes. A Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios faz uma radiografia da cidade e considero uma das atividades mais importantes desenvolvidas pela Codeplan”, destacou o presidente da Codeplan, Lucio Rennó, ao dar início à divulgação da PDAD hoje (21), na Região Administrativa do Guará.

Entre os ganhos apontados pela PDAD, a cidade teve aumento na posse de bens e serviços como TV por assinatura, 65,08%, automóveis, 87,54% – com alguns domicílios tendo dois e até três carros – e cerca de 83,% dos moradores têm serviço de internet. Apesar de queda real na renda domiciliar, comparada a 2011 e 2013, o Guará é a região que tem renda domiciliar considerada média alta, 9,28 salários mínimos mensais e per capita de 3,41 SM.

Os aspectos urbanos e ambientais foram apresentados pelo gerente de Estudos Urbanos e Ambientais, da Codeplan, Sérgio Jatobá, que fez uma cronologia da cidade do início, passando pela evolução na ocupação territorial. Segundo Jatobá, 82% da área é regularizada, com predomínio das construções permanentes, somando 52% dos domicílios, distribuídos entre apartamentos e quitinetes, com forte tendência à verticalização.

Com uma população urbana estimada em 132.685 habitantes, hoje, no Guará, pouco mais da metade encontra-se na faixa etária de 25 a 59 anos, 14% totalizam as crianças na faixa de zero a 14 anos e 20% representam os idosos.

Para a gerente de pesquisas socioeconômicas, Iraci Peixoto, o Guará, que apresenta uma das mais altas taxas de crescimento, com número expressivo de apartamentos, tem atraído pessoas com poder aquisitivo relativamente alto, oriundas do Plano Piloto.

A gerente disse, ainda, que a pesquisa revelou que 62,55% dos moradores da região preferem usam o próprio veículo, 16,75% utilizam o ônibus como meio de transporte, 12,42% se deslocam a pé e apenas 2,91% fazem uso do metrô.

Ocupação

Quando o assunto é ocupação, a pesquisa mostra que 63,4 mil moradores têm ocupação, 27,07% trabalham na própria região e 50,14%, no Plano Piloto. A maior concentração está na Administração Pública e no Comércio. Independente de escolaridade, subiu o número de pessoas que trabalham na informalidade.

Escolaridade

Ao se pesquisar o nível de escolaridade dos moradores da cidade, os dados mostram que 30,39% concluíram o ensino superior, seguidos de 25,14% que estudaram até o fim do ensino médio e por 18,47% com ensino fundamental incompleto.

Segurança

Sobre a percepção que os moradores da região têm sobre a segurança, apenas 35% acham que é boa, o que estabelece semelhança com as RAs do Recanto das Emas, de Brazlândia e Planaltina.

Infraestrutura e meio ambiente

Mesmo nas áreas que não estão regularizadas, há bom atendimento de infraestrutura, como água, saneamento, esgoto e energia elétrica, entretanto, algumas habitações estão perto de Área de Proteção Ambiental, questão levantada durante a apresentação. Com relação à arborização, mais de 50% das ruas estão arborizadas.

Rennó enfatizou também as características da cidade. Disse que a cidade tem perfil muito claro, com incidência de funcionários públicos, e que vem atraindo atenção para a fixação de moradia, mas alertou para dois pontos: o primeiro mostra que a cidade precisa mais de creches para a faixa de zero a quatro anos, necessidade também apontada em outras regiões, e o segundo é a incidência de domicílios perto de APAs.

Após a sua fala, o presidente da Codeplan, Lucio Rennó, abriu espaço para o debate com os segmentos presentes na divulgação que levantaram dúvida sobre população e delimitação.

Por último, representando o administrador regional, o chefe de gabinete, Márcio Rogério, agradeceu à Codeplan e disse que o Guará é uma cidade sui generis conforme mostram os dados da pesquisa. “O crescimento da cidade é considerável e, a partir desses dados apresentados aqui, hoje, estudaremos essas taxas para serem modificadas”, finalizou.

Acesse a íntegra da pesquisa e o resumo.

Reportagem: Eliane Menezes
Foto: Toninho Leite

CODEPLAN - Governo do Distrito Federal

Companhia de Planejamento do Distrito Federal

Setor de Administração Municipal - SAM, Bloco H, Setores Complementares - CEP: 70.620-080 - codeplan@codeplan.df.gov.br