Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
22/09/05 às 12h28 - Atualizado em 29/10/18 às 11h53

Mão na Roda conta com parceria da CODEPLAN

(22/09/2005 – 09:28)

Maonaroda41Pessoas portadoras de deficiência e idosas começaram a ser recadastradas pela Secretaria de Transporte visando à atualização do banco de dados e à confecção de cartão eletrônico para o passe livre, de acordo com sistema a ser implantado no DF em dezembro próximo. O novo sistema prevê, dentre outras funcionalidades, a bilhetagem eletrônica que irá permitir a integração entre metrô e ônibus no Distrito Federal.  

Trata-se do projeto Mão na Roda, lançado na manhã de ontem pela Secretaria, em solenidade na Academia do Corpo de Bombeiros Militar do DF, durante a qual recadastrou os primeiros deficientes na estrutura disponibilizada pela CODEPLAN. O projeto conta com uma unidade móvel totalmente adaptada com computadores, mesas e cadeiras, banheiro adaptado, ar condicionado, água gelada, mostrador de senha eletrônica, tendas com cadeiras ao redor da unidade, rampa para deficientes, elevadores para cadeirantes, professores de educação física, enfermeiros, monitores, digitadores, pessoal de apoio e faxina e ainda dois veículos tipo Van, para realizar o transporte dos deficientes que não podem se deslocar até a unidade móvel. Além da infra-estrutura física do projeto, a CODEPLAN desenvolveu ainda moderno sistema para realizar o recadastramento e gerenciamento das informações desses beneficiários, que permitirá à Secretaria dispor de informações confiáveis sobre os usuários do passe livre no DF.  

A partir de hoje, 22, a unidade móvel do projeto Mão na Roda está instalada na área entre o Fórum e a Administração Regional da Ceilândia, de 9 às 17 horas, onde deve permanecer por um período de até três meses, segundo estimativas da própria Secretaria. Para César Pessoa, da Diretoria de Atendimento ao Portador de Necessidades Especiais, Ceilândia é a região do DF  que  concentra o maior número de deficientes, cerca de 10 mil pessoas. Em todo o DF, a Secretaria espera recadastrar de 30 a 40 mil deficientes. Após o trabalho na Ceilândia, a unidade móvel deverá recadastrar os deficientes de Taguatinga, Samambaia, Riacho Fundo e Recanto das Emas. César Pessoa recomenda aos interessados – tanto associações como pessoas individuais portadores de deficiência –  que não deixem para a última hora para fazerem o recadastramento, ou seja, para dezembro, para evitar atropelos de última hora e para que sejam os primeiros a receberem o cartão eletrônico que dará o direito de viajarem gratuitamente nos ônibus do Sistema de Transportes do DF.  

Segundo Durval Barbosa, presidente da CODEPLAN, o projeto Mão na Roda segue a linha de serviços disponibilizados pela Empresa a várias instituições do GDF, que procuram facilitar o acesso da população aos serviços prestados pelo Governo, como a Ouvidoria Itinerante, em funcionamento desde 2002, e as unidades móveis do projeto Na Hora – Rural e Itinerante. “Essas unidades itinerantes têm levado à população do DF informações e serviços preciosos, colaborando para que as camadas menos favorecidas também tenham acesso a seus direitos e a melhor qualidade de vida”, disse o presidente.

Para se recadastrar, o deficiente deverá levar a seguinte documentação:
– carteira atual do passe livre;
– comprovante de residência;
– CPF.

CODEPLAN - Governo do Distrito Federal

Companhia de Planejamento do Distrito Federal

Setor de Administração Municipal - SAM, Bloco H, Setores Complementares - CEP: 70.620-080 - codeplan@codeplan.df.gov.br