Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
9/10/19 às 12h29 - Atualizado em 9/10/19 às 16h05

Passagens aéreas e alimentos ficam mais baratos e puxam deflação no DF

Análise apresentada pela Codeplan mostra que as reduções de maior impacto foram as das passagens, queda de 9,31%; mamão, redução de 26,24% e tomate, baixa de 16,16%.

 

 

Apresentação de análise sobre o IPCA na Codeplan (Foto: Divulgação/Codeplan)

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) registrou deflação de 0,17% em setembro no Distrito Federal, influenciado principalmente pela queda nos preços de alimentos e das passagens aéreas. Foi a terceira maior baixa entre as 16 regiões pesquisadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), sendo que o Brasil também registrou número negativo de -0,04%.

 

 

 

Análise apresentada nesta quarta-feira (09) pela Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan) sobre os números do IBGE mostra que as reduções de maior impacto foram as das passagens, queda de 9,31%; mamão, redução de 26,24% e tomate, baixa de 16,16%.

 

“Novamente, o índice foi impactado pelas passagens aéreas, que têm peso grande na cesta do brasiliense. A gasolina e o etanol subiram, mas não foram suficientes para equilibrar o efeito dentro do grupo Transportes”, explica a gerente de Contas e Estudos Setoriais da Codeplan, Clarissa Jahns Schlabitz.

 

O que subiu – Os grupos Saúde/Cuidados Pessoais e Vestuário estão entre os que tiveram as maiores elevações no último mês, com altas de 0,53% e 0,77% respectivamente. Contribuíram para o resultado a  variação para cima nos preços dos perfumes, artigos de beleza, planos de saúde, blusas e calças masculinas.

 

Veja o boletim completo aqui – IPCA INPC setembro

CODEPLAN - Governo de Brasília

Companhia de Planejamento do Distrito Federal

Setor de Administração Municipal - SAM, Bloco H, Setores Complementares - CEP: 70.620-080 - codeplan@codeplan.df.gov.br