Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
26/11/21 às 15h44 - Atualizado em 26/11/21 às 15h44

Taxa de desemprego segue em queda no DF

A Codeplan e o Dieese divulgaram os resultados da Pesquisa de Emprego e Desemprego, ao vivo, nesta manhã (26)

 

Entre outubro de 2020 e 2021, a taxa total diminuiu 1,7 pontos percentuais, passando de 18,5% para 16,8%. Neste período, a taxa de participação (pessoas com 14 anos ou mais inseridas no mercado de trabalho como ocupadas ou desempregadas) cresceu, indo de 63,6% para 65,1%.

 

No intervalo de doze meses, o quantitativo de desempregados diminuiu como resultado da criação de 82 mil postos de trabalhos, ou seja, aumento do nível ocupacional em superior ao acréscimo da População Economicamente Ativa (PEA), onde 65 mil pessoas ingressaram no mercado de trabalho.

 

O setor de serviços novamente é destaque no aumento das ocupações, assim como os setores de comércio e reparação e na construção, e, de acordo com a forma de inserção, do crescimento do assalariamento no setor privado com e sem carteira assinada, do trabalho autônomo, emprego doméstico e agregado demais posições.

 

Para Jean Lima, presidente da Codeplan, os resultados da pesquisa são positivos. “Houve uma mudança significativa em relação aos números do mesmo período no último ano. Em meio a pandemia, percebemos no DF a retomada da economia com a criação dos postos de trabalho em superior ao quantitativo da PEA, População Economicamente Ativa.”, explicou.

 

COMPARAÇÃO MENSAL (SETEMBRO – OUTUBRO)

 

Entre setembro e outubro de 2021, foi notado uma redução na taxa de desemprego total da Capital, ao passar de 17,7% para 16,8% da PEA (População Economicamente Ativa), e houve uma retração na taxa de participação (66,1% para 65,1%). No decorrer dos trinta dias, o contingente de desempregados diminuiu como consequência do decréscimo da PEA, uma vez que 23 mil pessoas saíram do mercado de trabalho, e da variação negativa do nível ocupacional. Essa variação negativa, se deu pelo decréscimo no número de postos de trabalho (Menos mil postos) no setor de serviços e, em menor proporção, no comércio e reparação, assim como a redução entre os empregados doméstico e assalariados do setor público.

 

“As informações do mercado de trabalho regional, neste outubro, trazem como novidade uma expressiva queda na taxa de desemprego do Distrito Federal, que ficou em 16,8% no trimestre encerrado no mês passado. Isto nos joga, em termos proporcionais e absolutos, em patamares vivenciados em 2016. Esta recuperação do plano mais geral, foi fruto de um duplo movimento – por lado, a recuperação ocupacional continuada dos últimos períodos e, por outro, um recuo da Força de Trabalho. Para o final de ano, dependeremos do comportamento da ocupação, mas principalmente da necessidade de renda das pessoas e, consequente pressão sobre a procura de trabalho. Com certeza, nossos dados explicitam o impacto geral que os programas de transferência de renda terão sobre o mercado de trabalho no próximo ano. Por hora, temos o que comemorar”, finalizou a economista e Técnica do Dieese, Lúcia Garcia.

 

Acesse aqui a Pesquisa de Emprego e Desemprego (Outubro/2021)

Assista aqui a apresentação da pesquisa.

 

Matéria: Kaszenlem Rocha, supervisão de Renata Nandes – Ascom/Codeplan

Foto: Dênio Simões, da Agência Brasília

 

CODEPLAN - Governo do Distrito Federal

Companhia de Planejamento do Distrito Federal

Setor de Administração Municipal - SAM, Bloco H, Setores Complementares - CEP: 70.620-080 - codeplan@codeplan.df.gov.br